Banner Whats App - Já é Notícia
Abel Pantaleão

Abel Pantaleão

Formado em história pela UNEAL e Psicopedagogo pelo IESC. Professor da rede privada de ensino, amante da educação e de tudo que a cerca. Crítico, inquieto e inconformado com as desigualdades desse pedaço do universo chamado terra.

Senadores alagoanos são favoráveis ao adiamento do Enem.

 Senadores Alagoanos estão alinhados na possibilidade de adiamento do Enem. 

Senadores por Alagoas. Fotos de assessoria.

O Senado Federal incluiu na pauta de votação desse dia 19 de maio de 2020 o projeto de autoria da Senadora Daniella Ribeiro do PP da Paraíba que prevê adiamento do calendário de atividades do Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM 2020.
Pelo país inteiro vários organismos estão se movimentando para que o Ministério da Educação e o INEP, órgão da administração federal que organiza o Enem, adiem as atividades diante dos problemas gerados pela pandemia da covid-19. No último levantamento divulgado pelo INEP no domingo, dia 17, foram mais de três milhões e meio de inscrições.
Os representantes alagoanos no Senado são favoráveis ao adiamento da prova.
O senador Fernando Collor de Melo (PTC), chegou a enviar ofício ao ministro da educação solicitando o adiamento da prova. Na nota o parlamentar avalia que o distanciamento entre os alunos e seus professores é altamente prejudicial para o aprendizado e que entre os alunos mais pobres o problema é ainda mais grave. Em enquete realizada na conta do Twitter do mesmo quase 80% dos votantes foram favoráveis a mudança. Collor fechou a nota afirmando que “mais vale uma vida poupada que um ano perdido”.
Já Renan Calheiros (MDB) afirmou que vai trabalhar pessoalmente para o adiamento da prova e que espera que a resposta do ministério leve em conta todas as questões de desigualdade que marcam o país historicamente.
O senador Rodrigo Cunha afirmou que votará favorável ao adiamento da prova em respeito às classes menos favorecidas, que são as mais prejudicadas diante da crise que atinge a educação nesse momento, porém defende que a nova data não seja tão distante para não prejudicar os estudantes que já estão há anos se preparando para o exame.
A classe política alagoana pode até divergir diante de muitos temas no âmbito federal, porém, nesse tema, o que podemos perceber é que existe sintonia quanto a necessidade de adaptação do calendário de atividades do maior exame de acesso ao ensino superior brasileiro.
É fundamental que esse sentimento em defesa da educação prossiga em alinhamento entre a bancada federal para além do Enem, como afirmou o professor Ricardo da Silva, coordenador do Colégio Santa Esmeralda, de Arapiraca, para que assim, unindo essas fortes vozes possamos avançar na qualidade do ensino em nosso estado.
 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

©Todos os direitos reservados - 2020
Agência Lúmen