Banner Whats App - Já é Notícia
Saúde

Publicado Sexta-Feira, 31/07/2020 21:48 | Atualizado Sexta-Feira, 31/07/2020 21:52

Por: Assessoria

Hospital de Campanha comemora mês de julho sem mortes por covid-19

 

Foto por: Assessoria

Um mês salvando vidas. Nunca essa frase foi tão importante para demonstrar o do Hospital de Campanha Dr. José Fernandes, em Arapiraca. Isso porque em julho o local não registrou óbitos. Uma vitória comemorada pelo Governo trabalho do Estado – responsável pela regulação -, a direção da unidade, profissionais de saúde e a população alagoana de maneira geral, em especial as famílias dos pacientes.

Os dados foram divulgados na tarde desta sexta-feira, 31, e revelam outros pontos importantes. Desde que abriu as atividades, o Hospital de Campanha de Arapiraca, localizado no prédio da Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, no Centro do município, teve 143 pacientes internados e 107 altas. Outras 20 pessoas foram transferidas para as diversas unidades do Estado e apenas duas mortes foram confirmadas.

O Hospital se tornou referência também em projetos desenvolvidos para o tratamento dos pacientes. Dois deles acontecem por meio de contato com familiares. Um através de chamadas de vídeo e outro com visitas separadas apenas por uma porta de vidro. Atividades de exercício com fisioterapeutas também passaram a acontecer e mais recentemente foi desenvolvido a musicoterapia, feita por um psicólogo que percorre os corredores do setor levando música e animação.

O grande número de altas hospitalares e a ausência de mortes durante o mês de julho foram destacados pelo diretor do hospital, o enfermeiro Diego Albuquerque. Segundo o profissional, o sucesso dos tratamentos é fruto de toda equipe. “Temos sempre que agradecer os colabores de todos os setores que desempenham um grande trabalho, além dos voluntários que fazem lindas ações durante as altas”, colocou.

“Continuaremos nos esforçando para que os números sejam cada vez melhores. Esse vírus é algo muito cruel e que muitas vezes nos deixa apreensivos, mas poder ajudar essas famílias nos alegra muito. Cada choro de emoção na hora da saída representa muito para todo hospital”, completou.

O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, reforça que o Governo de Alagoas mantém os esforços para atender a população e salvar vidas. "Desde o início da pandemia em Alagoas, o governo tem trabalhado com muita dedicação para atender aos pacientes que estão infectados pela Covid-19. Salvar vidas é sempre a prioridade".

O levantamento também mostrou que a média de idade de internação é de 57 anos e a de permanência na unidade é de cinco dias. Durante os quase dois meses de funcionamento foram realizados 2260 exames laboratoriais. 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2020
Agência Lúmen