Banner Whats App - Já é Notícia
Política

Publicado Terça-Feira, 07/07/2020 08:51 | Atualizado Terça-Feira, 07/07/2020 08:57

Por: Redação com Assessoria

Fase Laranja: Veja o que pode e o que não pode na Orla de Maceió

Com restrições, acesso às praias e banho de mar está liberado na capital; demais municípios do Estado seguem na fase vermelha
 

Os mais recentes decretos do Governo de Alagoas e da Prefeitura de Maceió, publicados na última semana, colocaram a capital alagoana na fase laranja do plano de retomada das atividades econômicas do estado, que permite, dentre outras coisas, a liberação do banho de mar e prática esportiva em toda a orla urbana da cidade, desde a última sexta-feira (3).

Apesar da liberação do acesso às praias e banho de mar, algumas regras devem ser seguidas e há proibições de determinadas condutas. Por isso, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) lista o que pode e o que não pode na orla de Maceió.

O uso de máscara é obrigatório, inclusive antes e depois do banho de mar. Estão permitidos o acesso às praias, o banho de mar e as atividades esportivas individuais, como corrida, caminhada e ciclismo, com distanciamento de 1m no mesmo fluxo e 2m no fluxo contrário, a fim de evitar aglomerações.

Fica proibido o uso de equipamentos e mobiliários de uso coletivo, como academias e parquinhos infantis. Está proibido também o uso de mesas, cadeiras, bancos, caixas térmicas e guarda-sóis, consumo de bebida alcoólica e comércio de qualquer ordem. Aglomerações na orla, calçadão ou faixa de areia também não são permitidas. Além disso, o estacionamento público na região tem vagas intercaladas.

Permanecem suspensos o comércio de ambulantes e dos demais prestadores de serviços e permissionários da orla, com exceção das atividades contempladas no Decreto Estadual, como bancas de revistas, balanças de peixe e o mercado do peixe Jaraguá, por exemplo. As decisões e liberações se restringem somente a Maceió, o restante do estado segue na fase vermelha, ainda com proibição de acesso às praias, banho de mar e outras medidas restritivas.

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, o cumprimento dos Decretos e das recomendações sanitárias de enfrentamento à pandemia são essenciais para a diminuição no número de casos e avanço do protocolo de retomada. “É muito importante que a população seja consciente e siga as recomendações e orientações neste momento. Uma conduta consciente de todos irá nos garantir a segurança necessária para seguir para as próximas fases do plano de retomada, que foi elaborado tendo em vista todas as determinações das autoridades de saúde”, pontuou.
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2020
Agência Lúmen