Banner Whats App - Já é Notícia
GALETERIA
Política

Publicado Terça-Feira, 02/06/2020 20:34 | Atualizado Terça-Feira, 02/06/2020 20:45

Por: Redação

Moro ainda não poderá advogar, mas terá salário do governo garantido por 6 meses

 

Foto por: Adriano Machado/Reuters

Em reunião, a Comissão de Ética Pública da Presidência da Republica decidiu, nesta terça-feira, 02, que o ex-ministro Sérgio Moro continuará recebendo salário por seis meses.

Na reunião foi decidido que o ex-ministro, além do salário por seis meses, não poderá advogar durante o mesmo período, mas poderá dar aulas e escrever artigos.

A decisão foi tomada de acordo com a lei que trata de conflito de interesse no serviço público. Em que pessoas que assumiram cargos em altos escalões do governo Federal devem respeitar a chamada "quarentena" de seis meses antes de assumir emprego no qual possam se valer de informação privilegiada. 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2020
Agência Lúmen