Banner Whats App - Já é Notícia
Saúde

Publicado Quarta-Feira, 29/01/2020 13:52 | Atualizado Quarta-Feira, 29/01/2020 14:00

Por: Redação

Estado grave: criança atacada por pitbull é transferida do HEA para o HGE

Menina passou por cirurgia geral e bucomaxilofacial; ela brincava com os irmãos em um cômodo da casa quando foi mordida, em Paulo Afonso

Foto por: Reprodução

Uma criança de 4 anos atacada por um cachorro Pitbull na tarde de ontem (28), em Paulo Afonso (BA), foi mais uma vez transferida de unidade hospitalar. Ela estava internada no Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, e precisou ser levada para oHGE, em Maceió. Seu estado de saúde é considerado grave.

A menina brincava com os irmãos em um dos quartos de sua casa, quando foi atacada pelo animal, no rosto. O pai correu em seu socorro e um mototaxista que passava pelo local levou a garotinha até o Hospital Nair Alves de Souza, em Paulo Afonso.

Devido ao estado gravíssimo da criança, ela foi transferida através de uma UTI Móvel para o Hospital de Emergência do Agreste, na madrugada desta quarta-feira (29), e passou por cirurgia geral e bucomaxilofacial.

Segundo boletim divulgado pelo Hospital de Emergência, a criança foi transferida no início da tarde de hoje para o Hospital Geral do Estado, por dispor de UTI Pediátrica recomendada para o caso, que é considerado grave.

Confira a nota do HEA:

O Serviço Social do Hospital de Emergência Daniel Houly, em Arapiraca, informa que a garotinha S.P.B.S, de quatro anos de idade, acolhida nesta unidade pública de saúde, na madrugada desta quarta-feira (29), procedente do Hospital Nair Alves, da cidade de Paulo Afonso, no interior da Bahia, está sendo transferida da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no início da tarde de hoje, para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió.

A criança foi mordida por um cão doméstico da raça pitbull e apresenta múltiplas lesões na face. S.P.B.S. foi submetida a cirurgia geral e bucomaxilofacial. A paciente está sedada, estabilizada e seu estado de saúde é considerado grave.

A equipe médica do HE do Agreste decidiu pela transferência da paciente para o HGE, em Maceió, por conta da unidade dispor de uma UTI Pediátrica recomendada para o referido caso.
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2020
Agência Lúmen