Banner Whats App - Já é Notícia
Polícia

Publicado Terça-Feira, 10/09/2019 16:33 | Atualizado Terça-Feira, 10/09/2019 16:40

Por: Redação

Alagoas registra aumento no número de roubos de veículos e de cargas

Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública apontam que Alagoas está em destaque no aumento de roubos entre os estados brasileiros

Foto por: Reprodução/Internet

O 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta terça-feira (10), aponta que Alagoas também aparece em destaque no aumento do número de casos de roubo de carga e de veículos em 2018.

Foram 85 ocorrências de roubo de cargas no ano passado e, em 2017, 77 casos desse tipo em Alagoas. Em relação a furtos e roubos de veículos no estado, a polícia registrou 4.892 denúncias em 2018. No ano passado, os órgãos de segurança contabilizaram 4,3 mil.

"Foram registrados 490.956 roubos e furtos de veículos no Brasil no ano de 2018. Isso corresponde a 33,26% de todos os crimes patrimoniais registrados no período. Não deixa de ser significativo o fato de que se rouba e furta na faixa dos quinhentos mil veículos por ano no Brasil nos últimos anos. Isso equivale a mais de mil e trezentos roubos e furtos por dia, e a mais de cinquenta e sete veículos roubados e furtados por hora (quase um por minuto)", informa levantamento publicado pelo 13º Anuário.

Os roubos e furtos de veículos em Alagoas também aparecem de forma negativa no 13 º Anuário. As variações dos números absolutos de cada um desses estados é: em Alagoas, 4.328 e 4.892. Entre os anos de 2017 e 2018, as taxas de roubo e furto de veículos caíram em quase todos os estados do Brasil, com exceção de Alagoas, Piauí e Tocantins - as variações foram, respectivamente, de 7,2%, 19,2% e 24,5%.

"A proporção entre os números absolutos de roubo e de furto de veículos registrados em 2018 foram: em Alagoas, 71,03% de roubos e 28,97% de furtos; no Piauí, 54,72% de roubos e 45,28% de furtos; em Tocantins, 35,33% de roubos e 64,67% de furtos. São números proporcionalmente pequenos se comparados aos de São Paulo ou Rio de Janeiro, mas que indicam crescimentos relativos bastante significativos", destaca a publicação.


  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2019
Agência Lúmen