Banner Whats App - Já é Notícia
GALETERIA
Destaque

Publicado Terça-Feira, 13/08/2019 14:56 | Atualizado Terça-Feira, 13/08/2019 15:05

Por: Redação com Assessoria

População de Arapiraca pode fazer entrega voluntária de animais silvestres sem sofrer punição

A equipe de educação ambiental da FPI estará com um posto montado na Praça Ceci Cunha, na região central da cidade, nesta quarta-feira (14)

Foto por: Ascom/IMA-AL

Arara entregue voluntariamente em Palmeira dos Índios

A equipe de Educação Ambiental, que atua durante a Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), estará, nesta quarta-feira (14), com um posto montado na Praça Ceci Cunha, na região central da cidade de Arapiraca, a partir das 09h, para a população fazer a entrega voluntária de animais silvestres mantidos em cativeiro.

A equipe é formada por técnicos do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL), Batalhão de Polícia Ambiental (BPA), Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal).

A entrega voluntária de animais silvestres evita que a pessoa sofra algum tipo de repreensão por parte das equipes de fiscalização ambiental ou dos policiais do BPA. A ação também foi realizada na última quinta-feira (08), em Palmeira dos Índios (08). Moradores entregaram, sem qualquer tipo de retaliação, oito jabutis, três papagaios, uma jandaia e uma arara.

Os animais que não apresentam condição de soltura são encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), localizado na sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Maceió.

Educação ambiental na FPI

Desde ontem, segunda-feira (12), a equipe faz atividades em sete municípios, cada um com participação média que varia entre 200 e 300 pessoas. Segundo Pedro Normande, gerente de educação ambiental do IMA, as caravanas ambientais nas escolas, por exemplo, reúnem cerca de 250 adolescentes e jovens, mais uma média de 20 adultos.

Além das caravanas nas escolas, acontece também: oficina de produção de sabão ecológico com reaproveitamento de óleo usado em frituras; plantio simbólico de árvores; palestras para estudantes, ou sobre coleta seletiva, para produtores rurais, ou sobre o uso de agrotóxicos.

Nessa segunda semana de FPI as ações acontecem em Batalha, Estrela de Alagoas, Cacimbinhas, Major Izidoro, Minador do Negrão, Palmeira dos índios, Belo Monte e Arapiraca. Na primeira semana, aconteceram em Belo Monte, Major Izidoro, Batalha, Minador do Negrão, Estrela de Alagoas, Palmeira dos Índios.

FPI

A 10ª FPI conta com 14 grupos de trabalho: resíduos sólidos e extração mineral; produtos de origem animal e vegetal e de origem perigosa; abastecimento de água e esgotamento sanitário; ocupação irregular às margens do São Francisco; aquática; centros de saúde; fauna; flora; educação ambiental; patrimônio cultural e comunidades tradicionais; inteligência; segurança de barragem; gestão ambiental, coordenação e comunicação.

Compostas pelos Ministérios Público do Estado de Alagoas, Federal e o Público do Trabalho; Semarh e outras Secretarias de Estado: Fazenda, Saúde, Agricultura e Desenvolvimento Agrário, Pesca e Aquicultura; Instituto para Preservação da Mata Atlântica, Polícia Militar de Alagoas e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas.

Além do Ibama, Departamento Nacional de Produção Mineral, Polícia Rodoviária Federal, Superintendência do Patrimônio da União, IMA/AL, Marinha do Brasil, Fundação Nacional da Saúde, Fundação Nacional do Índio, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas e Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Alagoas.
 
Animais entregues voluntariamente em Palmeira dos Ínsios / Foto: Ascom/IMA-AL
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2019
Agência Lúmen