+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Saúde

Publicado Sexta-Feira, 11/01/2019 14:16 | Atualizado Sexta-Feira, 11/01/2019 15:01

Por: Redação com Agências

Jovem mãe está há um ano e três meses aguardando transplante de coração em Maceió

Quatro pessoas que tiveram morte cerebral eram compatíveis com Ana Karolina, mas famílias não autorizaram a doação de órgãos

Foto por: Divulgação redes sociais

A jovem Ana Karolina Gama de Moraes, 29 anos, está desde de outrobro de 2017 aguardando um transplante de coração. Ela foi internada logo após ter dado a luz, quando foi diagnosticada com um quadro grave de insuficiência cardíaca. A jovem está internada no Hospital do Coração, em Maceió.

A batalha da alagoana poderia ter sido vencida algumas vezes, pois já apareceram quatro corações compatíveis com ela, mas as famílias dos mortos, que não haviam se declarado doadores, não autorizavam a doação do órgão. Ela é uma das primeira pessoas da fila para conseguir transplante.

O pior inimigo para a recuperação de Ana Carolina é a falta de informação sobre a importância da doação de órgãos, por isso a família da jovem está fazendo campanha de sensibilização, uma vez que o transplante de órgãos pode ser feito por doadores vivos ou mortos. “Entendemos a esperança dos familiares daquele ente que já teve a morte cerebral declarada (que ocorre quando o cérebro deixa de funcionar completamente, e por isto, a pessoa nunca irá se recuperar), mas acreditam que milagrosamente ele irá voltar à vida. Entendam: o milagre da vida é justamente seu ente continuar vivo em outro. POR ISSO, DOE”, disse Alyne Gama.

Atualmente mais de 80% dos transplantes são realizados com sucesso, mas no caso do coração, a doação só ocorre após confirmação de morte cerebral.

Hoje, Ana Karolina sofre de miocardiopatia periparto, doença idiopática, de ocorrência relativamente rara e associada com disfunção cardíaca grave. O quadro da jovem piorou nas últimas semanas.




  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2019
Agência Lúmen