+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Polícia

Publicado Sexta-Feira, 02/11/2018 14:24 | Atualizado Sexta-Feira, 02/11/2018 14:29

Por: Redação com Gazetaweb.com

Menores são flagrados trabalhando nos cemitérios de Maceió neste feriado

Apesar da orientação sobre a prática ilegal, vários pais e responsáveis levaram crianças e adolescentes para ajudar no trabalho

Foto por: Tatianne Brandão/Gazetaweb

Menores são flagrados trabalhando nos cemitérios de Maceió

Várias crianças e adolescentes foram flagrados por fiscais da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) exercendo trabalho infantil em alguns cemitérios públicos de Maceió, nesta sexta-feira (2), Dia de Finados.

Apesar da campanha feita pelo órgão, durante esta semana, quanto à proibição do trabalho infantil no Dia de Finados, não foi difícil encontrar crianças exercendo ilegalmente a atividade.

Valdir Belarmino dos Santos estava com o sobrinho, de 13 anos. Ele foi abordado pelos fiscais e encaminhado ao Conselho Tutelar. "Eu trouxe o meu sobrinho, mas ele não estava trabalhando, estava apenas ajudando a olhar meus materiais", alegou o ambulante.

"O que nós temos observado é a presença de menores trabalhando e estamos abordando e identificando o responsável e, de imediato, fazendo contato com o Conselho Tutelar. Foi orientado, inclusive, com o apoio da imprensa, o combate à exploração do trabalho infantil durante dois dias consecutivos e, lamentavelmente, os pais ainda mantêm essa visão da importância do menor no cemitério ajudando nos trabalhos. Estamos fazendo a identificação, coibindo esse tipo de atividade, e vamos adotar as providências legais junto aos órgãos competentes", disse o coronel Ivon Berto,secretário da Semscs.

Outras irregularidades

A Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social realizou, durante o mês de setembro, o cadastro dos ambulantes que teriam permissão para comercializar produtos nas áreas externas dos cemitérios, dentro dos espaços demarcados pela prefeitura, mas, mesmo assim, vários ambulantes não cadastrados aproveitaram o momento para vender de forma irregular seus produtos.

"Num momento como esse, todo tipo de ambulante aparece, até para pintar as lápides, ajudar a colocar velas, e aí a gente se preocupa também porque esse tipo de serviço é clandestino e a gente não tem conhecimento; portanto, não sabemos a índole dessas pessoas", explicou o titular da Semscs.
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2018
Agência Lúmen