Blogs

Moradores simulam pesque-pague em rua abandonada pela prefeitura de Arapiraca

Por Paulo Marcello 16/11/2021 18h06 - Atualizado em 16/11/2021 19h07
Por Paulo Marcello 16/11/2021 18h06 Atualizado em 16/11/2021 19h07
Moradores simulam pesque-pague em rua abandonada pela prefeitura de Arapiraca

Após meses de reclamação e mais reclamação, moradores da Rua Roteiro, no bairro Santa Esmeralda, resolveram protestar pela falta de condições para trafegar pelas ruas. Sem calçamento e drenagem, populares usaram a criatividade para simular um clube de pesque-pague na calçada de casa, à espera de uma solução para o problema que deve se agravar com a chegada das chuvas de verão.

Com frases como “curtindo com estilo único”, “#PartiuRoteiro”, “para toda sua família” e “todo mundo está vindo, só falta você”, um casal tirou fotos como se estivesse à beira de um rio, pescando e se divertindo. Cenário convidativo da Rua Roteiro, não fosse a dura realidade que moradores são obrigados a conviver á espera de um milagre ou da ação da prefeitura de Arapiraca.

Givaldo Tenório e a esposa moram na localidade há mais de 30 anos e convivem com o descaso da municipalidade, que parece não ter solução. Segundo ele, a atual gestão apenas enviou um paliativo, com a aplicação de piçarra para esconder o lamaçal que tomava conta da maior parte da rua que tem menos de 300 metros. 

Ele lembra que essas fotos foram divulgadas há um tempo, mas basta chover por alguns minutos que o ‘pesque-pague’ volta. Givaldo afirma que apesar da brincadeira com o ‘Rio Roteiro’, também fica preocupado, pois se o volume de chuva for maior, a água pode entrar nas residências e causar prejuízos aos moradores.

“Fica pura lama, um absurdo. Disseram que vão asfaltar, estamos na expectativa, pois já prometeram várias vezes e não sai do papel. Daí hoje eu vi essa foto antiga e repostei pra chamar a atenção enquanto aguardamos uma solução definitiva para o problema. Mas a vara de pescar já está pronta, só faltam os peixes”, disse. 

Entramos em contato com a assessoria da prefeitura, até o momento sem resposta.