Blogs

Escrita com arte: lettering desponta em casas e empresas de Arapiraca

21/01/2020 12h12
21/01/2020 12h12
Escrita com arte: lettering desponta em casas e empresas de Arapiraca
Letras bem desenhadas, criatividade, beleza. Com certeza, você já se deparou com essa arte nas redes sociais, em paredes, quadros ou outras superfícies. O Hand Lettering, nome que se dá a esse trabalho artístico, está em alta e tem muitos adeptos também em Arapiraca. É o caso da Liu Nazário, da Tyane Melo e da Fábia Ferreira que conquistam corações com as artes compartilhadas no Instagram.


Embora as letras, ou fontes como são chamadas pelos profissionais da área, sejam as protagonistas, o Lettering exige criatividade e sensibilidade. “É uma arte de desenhar letras. Pode ser comparado a uma ilustração de letras”, como destaca Liu Nazário que trabalha há dois anos no ramo.

Para fazer as artes, elas utilizam diversos materiais, inclusive equipamentos eletrônicos específicos para digitalizá-las. A caneta Posca (a partir de R$ 20,75) é a ferramenta mais utilizada. À base de água, atóxica, duradoura e versátil, ela pode ser utilizada em tecido, papel, móveis, porcelana, louça, entre outras superfícies. Entretanto, lápis grafite, carvão, canetas comuns, giz, hidrocor, também são usados no lettering. 

“Desde criança, sempre tive muita aptidão com desenhos e letras, então comecei a fazer vários rabiscos num caderno antigo e fui aprimorando a técnica. Quando entrei no curso de arquitetura e urbanismo, meu traço se aprimorou mais ainda, pois aprendi tudo sobre desenho técnico, letras, design e tipografia. Desde então, só venho buscando melhorar em tudo o que faço, tanto que também dou cursos e workshops de lettering, e também aulas particulares”, relata Tyane Melo.

A prática está tão em alta que elas têm agendas apertadas para novos pedidos. No caso da Fábia, que mora em Arapiraca, mas faz engenharia civil no Sertão de  Alagoas, novas encomendas só a partir de março. Ela destaca que já consegue pagar as contas só com os trabalhos de lettering. Seu primeiro grande trabalho foi uma parede a pedido de um escritório de arquitetura.
 
“Voltei ao mundo das artes porque, desde muito pequena, eu gosto de desenhar. ‘Tive um professor de artes que me ensinou a pintar em telas. Passei a fazer pinturas de rosas. ‘Hoje, todas as compras que faço são pagas com lettering e pintura que faço”, explica.

Elas também ofertam cursos e oficinas para quem deseja aprender a arte e divulgam as agendas em seus perfis nas redes sociais. Liu Nazário, por exemplo, ministrou curso, inclusive, em outras cidades, como Maceió. 
 

No Instagram

Para quem tem interesse em se deslumbrar com os trabalhos, vale a pena conferir os perfis no Instagram: @liunazario, @engenhando.letras e @athyilustra.

 
Liu Nazário tem vários trabalhos espalhados por Arapiraca     

 
Fábia alia aulas da faculdade com a arte de desenhar


Tyane Melo trabalha há seis anos com lettering