+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Lohuama Alves

Lohuama Alves

Uma alagoana cheia de virtudes e vicissitudes, comunicadora raíz, amante das letras. Acredita que jornalismo é mais que vocação, é paixão. Desempenha várias funções no jornalismo desde 2014 e está sempre em busca de novos aprendizados. 

Leia Mulheres Arapiraca leva exposição sobre escritoras negras para Fliara

 

Divulgação

Uma das grandes escritoras da atualidade – e, paradoxalmente, uma das mais desconhecidas –, a mineira Conceição Evaristo, será uma das homenageadas durante a primeira edição da Feira Literária de Arapiraca (Fliara).

A reverência foi idealizada pelo grupo literário Leia Mulheres Arapiraca, que terá uma “banca” na feira com uma exposição sobre a autora e mais outras quatro autoras.

O destaque vem para ela, pois o nome da mostra, “A Noite Não Adormece nos Olhos das Mulheres”, é o título de um poema seu.

Doutora em Literatura, Conceição Evaristo concorreu este ano a uma vaga na Academia Brasileira de Letras (ABL) e é um dos fortes nomes do movimento negro, tendo extensa participação e atividade em eventos relacionados à militância política social.

Além dela, as autoras homenageadas serão também a nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie; a brasileira Carolina de Jesus; a peruana Victoria Santa Cruz; e a estadunidense Angela Davis – cujo livro “Mulheres, Raça e Classe” será debatido pelo grupo este mês no próximo dia 24 às 14h, em parceria com a União Agreste Livre (UAL), na Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) campus Arapiraca, bairro Alto do Cruzeiro.

Segundo as organizadoras, esta ação enfoca neste mês de novembro, que é o Mês da Consciência Negra. A exposição ficará durante toda a Fliara, entre os dias 15 e 18, na Praça Luiz Pereira Lima, no Centro de Arapiraca (veja a programação aqui).

“A Feira Literária Internacional de Paraty, a Flip, uma das maiores no segmento, este ano homenageou uma mulher: a Hilda Hilst. Então estamos atentas a esses espaços de resistência, sendo o Leia Mulheres um deles”, diz Laura Emília Araújo, uma das frentes do Leia na cidade.

De acordo com ela, o nosso estado alagoano é um dos que mais tem carência de movimentos voltados à Educação e à Cultura, sendo o Leia Mulheres também um deles.

“Esse espaço aberto para nós na Fliara vai fazer com que mais gente saiba do nosso projeto e vá aos encontros mensais do Leia, que é uma plataforma de divulgação dessas literaturas femininas. Muito importante discutir isso e a feira vai potencializar esse debate, já que também vamos participar de uma mesa-redonda com as poetas Marta Eugênia e Arriete Vilela na sexta (16) a partir das 20h na Banca Mestre Nelson Rosa”, completa a estudante de Letras da Uneal.

A exposição “A Noite Não Adormece nos Olhos das Mulheres” ficará aberta todos os dias da Fliara, das 17h às 20h, nas proximidades na Banca do Argentino, com histórias de luta e sonho. 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

©Todos os direitos reservados - 2018
Agência Lúmen