Banner Whats App - Já é Notícia
GALETERIA
Paulo Marcello

Paulo Marcello

Natural de São Paulo (SP), é radialista profissional desde 1988, animador de eventos, mestre de cerimônias e DJ. Reside em Arapiraca (AL), onde apura os bastidores da política alagoana.  

Vereador sai em defesa da população contra erros da Equatorial em Arapiraca

Pablo Fênix vai propor audiência pública na sede do Poder Legislativo Municipal

Imagem: Cortesia

Pablo Fênix quer que técnicos da Equatorial prestem esclarecimentos à população

O vereador Pablo Fênix (PRB) disse, nesta quarta-feira (22), que vai solicitar à Mesa Diretora da Câmara Municipal para que seja encaminhado um convite à empresa Equatorial Energia, responsável pelo fornecimento de energia elétrica em Alagoas, para que dê explicações sobre os constantes cortes em residências sem aviso prévio aos consumidores de Arapiraca.

O parlamentar informou ainda que vem recebendo relatos de casos de supostos abusos nos valores das contas e no corte de fornecimento sem aviso prévio, o que é considerado ‘corte indevido de energia elétrica’. Consumidores revelaram ao vereador que mesmo após confirmarem o pagamento da conta em questão, a Equatorial demoraria até 48 horas para efetuar a religação.

“Algo realmente está errado, já que são muitas reclamações que tomamos conhecimento todos os dias. Tem pessoas com as contas em dia, outras com conta atrasada uma semana ou duas e que já tiveram a energia cortada, isso está errado. A população exige esclarecimentos da Equatorial”, disse Pablo Fênix.

O vereador também se mostrou preocupado com os constantes ‘cortes’ de energia que ocorrem no centro comercial de Arapiraca. Ele disse que também tomou conhecimento de que os lojistas do Calçadão do Largo Dom Fernando Gomes, das Praças Manoel André e Marques da Silva e das Ruas Fernandes Lima, Domingos Correia e Estudante José de Oliveira Leite, estão sendo prejudicados com a falta de energia em pleno horário comercial.

“As lojas precisam de energia elétrica para atender sua clientela, receber o pagamento em cartões, testar equipamentos eletrodomésticos e eletrônicos e oferecer aos clientes um ambiente climatizado, isso somente com o potencial energético disponível. Esta Casa precisa promover uma audiência pública com a direção da Equatorial para esclarecer e resolver estas questões em benefício dos arapiraquenses”, frisou. 

  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

©Todos os direitos reservados - 2020
Agência Lúmen