Banner Whats App - Já é Notícia
Paulo Marcello

Paulo Marcello

Natural de São Paulo (SP), é radialista profissional desde 1988, animador de eventos, mestre de cerimônias e DJ. Reside em Arapiraca (AL), onde apura os bastidores da política alagoana.  

Prefeito de Maribondo terá que exonerar parentes de sua administração

Ação de improbidade administrativa com pedidos de exoneração de parentes é acatada pelo Judiciário 

Imagem: Arquivo

MPE/AL comprovou a existência de pelo menos dois casos de nepotismo

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) comprovou a existência de pelo menos dois casos de nepotismo na prefeitura de Maribondo. O juiz Douglas Beckhauser de Freitas determinou que o prefeito Leopoldo César Pedrosa (PRB) exonere imediatamente o secretário adjunto de Administração, Victor Amorim Pedrosa da Silva, e a secretária adjunta de Assistência Social, Magna Cleone Leão Guimarães.

Segundo o promotor de Justiça, Ricardo de Souza Libório, o MPE avaliou inúmeras denúncias feitas pela Câmara de Vereadores e comprovou que o prefeito mantém parentes nos referidos cargos atentando aos princípios da administração pública. Leopoldo Pedrosa nega as informações.

“Já havíamos recomendado ao prefeito que se abstivesse de contratar ou nomear parentes para cargos em comissão e também que apresentasse ao Ministério Público as qualificações técnicas de outros que estivessem ocupando cargos políticos. Porém, o que obtivemos como resposta não foi satisfatório e ainda descobrimos a nomeação dos dois secretários adjuntos, sendo o Victor, sobrinho, e a Magna Cleone, cunhada”, relata o promotor.

O magistrado afirmou que as pessoas têm de entender que Prefeitura não é cabide de emprego para parentes e devem ter zelo e comprometimento pela coisa pública. Ele acatou na íntegra o pedido do Ministério Público e após deferimento do pedido liminar determinou que fosse expedido ofício a Leopoldo Amorim para que cumprisse a decisão.

 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

©Todos os direitos reservados - 2019
Agência Lúmen