+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Esporte

Publicado Quinta-Feira, 24/04/2014 08:37 | Atualizado Quarta-Feira, // :

Por: Futebol interior

Sport é campeão da centésima edição do Campeonato Pernambucano

 Ídolo, Durval marca e Sport conquista seu 40º título

Foto por: Divulgação

O Sport é campeão da centésima edição do Campeonato Pernambucano. O Leão enfim conquistou o seu 40º título do Estadual – perdeu os últimos três anos para o Santa Cruz -, ao vencer o Náutico nos dois jogos da decisão. Na primeira partida, vitória por 2 a 0. No jogo de volta, na Arena Pernambuco, um dos palcos da Copa do Mundo 2014, realizado na noite desta quarta-feira, derrotou o arquirrival por 1 a 0, com gol do zagueiro e ídolo Durval.

O título fez aumentar ainda mais o tabu do Sport diante do Náutico em finais estaduais. O Timbu não vence o arquirrival em uma decisão desde 1968. São 46 anos, se tornando assim, o maior tabu de finais da história do Pernambucano.

O mês de abril foi especial para o Sport. Logo no início, o Leão se tornou o campeão da Copa do Nordeste. E não demorou muito para conquistar o seu segundo título na temporada. Esse com um gostinho a mais, por ser o 40º da sua história e em cima de seu maior rival, em partida conhecida como o “Clássico dos clássicos”. A partida também foi a primeira final da Arena Pernambuco.

Segurou o Timbu!

O clássico entre Náutico e Sport começou quente na Arena Pernambuco. Logo no minuto inicial, um cartão amarelo para cada lado – Neto Berola (Leão) e Leonardo Luiz (Alvirrubro). O embate continuou truncado. O Rubro-Negro se preocupava em se fechar e conter os avanços do Timbu, que não conseguiu se livrar da marcação rival.



Mesmo entrando em campo com o objetivo principal de não levar gol, o Sport foi o primeiro a chegar com perigo. Aos 21 minutos, boa troca de passes do Leão, a bola ficou com Ananias, que arriscou de longe. Alessandro rebateu na cabeça de Neto Baiano, que pego de surpresa, não teve força de mandar para as redes.

O Náutico respondeu em seguida. Marinho fez lindo cruzamento para Marcelinho. O meia dominou e tentou encobrir o goleiro Magrão, que fez a defesa. O Timbu seguiu em cima e só não marcou, porque a bola ficou na trave do arqueiro do Sport. Jackson partiu para o ataque, passou pela zaga do Leão e chutou, carimbando o poste.

A taça é sua, Leão!

Náutico e Sport começaram o segundo tempo optando por trocar passes, cada um em seu campo, respectivamente. A falta de criatividade dos jogadores de meia e ataque eram sentidas e a única opção começou a ser os chutes de longa distância. Em uma dessas tentativas, Ailton mandou uma bomba. A bola passou muito perto do gol de Alessandro. O Timbu respondeu na mesma altura. Zé Mário arriscou o chute, assuntando o goleiro Magrão. Marcelinho também tentou, mas mandou para a linha de fundo.



Aos 23 minutos, novamente Zé Mario chutou. Magrão escorou e a bola ficou com Marinho, que foi travado na hora do chute. Porém, as chances do Náutico ficar com o título acabou aos 31. Ailton cobrou falta na cabeça de Durval, que desviou para abrir o marcador. O zagueiro vai entrando ainda mais na história do Leão.

Antes do apito final, Leonardo Luiz foi expulso, ao cometer a falta que originou o gol do Sport. Já no lado do Leão, Renê parou o contra-ataque adversário e também recebeu o cartão vermelho. Advertências à parte, o Sport segurou o resultado a favor e comemorou junto com a torcida o seu 40º título pernambucano.

  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2018
Agência Lúmen