+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Política

Publicado Quarta-Feira, 08/08/2018 21:02 | Atualizado Quarta-Feira, 08/08/2018 21:15

Alagoas tem oito candidatos ao Senado e eleitor pode votar até em dois

Segundo o TSE, a lentidão no dia da eleição é por que muitas pessoas não sabem que podem votar em dois candidatos 

Foto por: internet

Urna eletrônica ilustrativa

Alagoas tem oito candidatos ao Senado nas eleições deste ano, de acordo com as convenções partidárias que foram realizadas até o último domingo (5). Dois candidatos concorrem à reeleição, Renan Calheiros (MDB) e Benedito de Lira (Progressistas); um é deputado federal, Maurício Quintella (PR) e outro deputado estadual, Rodrigo Cunha (PSDB).

Os outros são: Cícero Albuquerque (PSOL), professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal); Flávio Moreno (PSL), policial federal; Osvaldo Maciel (PCB), professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal); e Sérgio Cabral (Patriotas), que já disputou a eleição para prefeito de Maceió. Cada eleitor poderá votar até em dois candidatos para o Senado.

Às vésperas das eleições, o voto para dois candidatos ao Senado continua gerando confusão no eleitorado, mesmo com as campanhas de esclarecimento promovidas pela Justiça Eleitoral. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), uma das principais causas da possível lentidão no dia da eleição é o desconhecimento da existência de duas vagas para o cargo e que o voto duas vezes no mesmo candidato levará à anulação do segundo voto.

O TSE orienta os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) ou cartórios que promovam ações para esclarecer e treinar os eleitores. Para isso, serão sugeridas demonstrações com a urna eletrônica nas praças e comunidades além de palestras de esclarecimento em eventos e escolas.

  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2018
Agência Lúmen