+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Eletrobrás
Política

Publicado Segunda-Feira, 16/04/2018 14:27 | Atualizado Segunda-Feira, 16/04/2018 14:40

Por: G1-AL

Integrantes de movimentos agrários ocupam rua no centro de Maceió e bloqueiam acesso à Sefaz

 

Foto por: Thamires Ribeiro/G1

Diversos integrantes de movimentos agrários ocuparam a Rua General Hermes da Fonseca, no centro de Maceió, e bloquearam o acesso à Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) nesta segunda-feira (16). O ato faz parte do movimento Abril Vermelho.

A manifestação começou por volta das 9h30 e foi encerrada pouco antes do meio-dia. Segundo a organização, 3,5 mil pessoas participaram. Para a Polícia Militar, eram menos de mil participantes.

A Sefaz informou ao G1 que eles bloquearam as duas entradas da secretaria, impedindo o acesso das pessoas ao prédio. O funcionamento interno não foi afetado, mas as pessoas não estavam conseguindo entrar para atendimento. A situação já foi normalizada.

O coordenador do Movimento Via do Trabalho (MVT), um dos grupos que fazem parte da mobilização, disse que eles também cobram uma audiência com o governador Renan Filho (MDB) para negociação sobre as terras da Usina Laginha, da massa falida do grupo JL.

Segundo Josival Oliveira, que é coordenador nacional do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST), o objetivo é acelerar o processo de reforma agrária. "Estamos cobrando a promessa de que a Secretaria da Fazenda iria apresentar para nós a real dívida que a Usina Laginha, do Grupo João Lyra, tem com o estado, porque a ideia é fazer com que essa divída que a usina tem com o estado seja transformada em terras para fim de reforma agrária".

Segundo a Sefaz, o secretário George Santoro recebeu representantes dos movimentos e explicou que as informações solicitadas são protegidas por sigilo fiscal, mas que uma reunião com o governador seria marcada "para definir os próximos passos" (veja a íntegra da nota ao final do texto).

A manifestação provocou um intenso congestionamento no centro da cidade. A rua bloqueada dá acesso à região do Bebedouro, mas os motoristas precisavam buscar vias alternativas.  
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2018
Agência Lúmen