+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Brasil/Mundo

Publicado Segunda-Feira, 16/04/2018 08:59 | Atualizado Segunda-Feira, 16/04/2018 09:00

Por: G1

Pecuarista é encontrado morto amarrado em árvore após denunciar abate de gado em MT

Ele havia denunciado abate clandestino na fazenda dele, em Poxoréu. Crime ocorreu na madrugada deste domingo (15) e ninguém foi preso.

Foto por: Divulgação

Um pecuarista foi encontrado morto amarrado em uma árvore na madrugada deste domingo (15) nos fundos da fazenda dele, em Poxoréu, a 259 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, Elói Pereira Duarte, de 77 anos, havia denunciado, na semana passada, o abate clandestino de gados na propriedade dele.

A Polícia Civil foi comunicada e deve abrir um inquérito nesta segunda-feira (16).

Elói foi encontrado morto, às 1h (horário de Mato Grosso), na propriedade onde criava gados há mais de 20 anos. Ele morava na cidade com a família.

O corpo dele estava nos fundos da sede da fazenda, amarrado em uma árvore e com sinais de vários golpes na cabeça. A suspeita é a de que os criminosos tenham usado um pedaço de madeira pra matá-lo.

As primeiras informações apontam que os criminosos que já vinham abatendo gado na fazenda do pecuarista às escondidas. A polícia suspeita que tenham cometido o crime justamente no momento em que a vítima chegava na fazenda.

Na última terça-feira (10) o pecuarista chegou a registrar boletim de ocorrência na polícia, denunciando a prática de abate clandestino que teria passado a ser frequente na fazenda.

A polícia trabalha com a hipótese de que Elói tenha flagrado, no sábado (14), o abate no local e acabou sendo executado.

Latas de cerveja foram recolhidas na fazenda por investigadores. A partir delas, a polícia deve ter impressões digitais que poderão ajudar nas investigações. A previsão é de que o inquérito seja concluído em 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30 dias.
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2018
Agência Lúmen