+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Polícia

Publicado Sexta-Feira, 12/01/2018 16:11 | Atualizado Sexta-Feira, 12/01/2018 16:19

Por: Lohuama Alves

Arapiraquenses denunciam golpe do falso sequestro por telefone

Casos como esse acontecem diariamente em todo o Brasil; veja dicas para não cair nessa armadilha 

Foto por: Divulgação / Ilustração

Apesar das inúmeras reportagens orientando sobre o golpe do falso sequestro, ainda é comum ver pessoas sendo extorquidas por marginais que se aproveitam do estado emocional das vitimas e conseguem aplicá-lo. Casos como esse têm se tornado frequentes em Arapiraca. Muita gente está reclamando que recebe esse tipo de ligação e acaba não sabendo como reagir. É importante seguir as recomendações para não cair na armadilha.

O golpe acontece quando o criminoso liga aleatoriamente para um número de telefone e diz que seqüestrou alguém da família, geralmente falam “filha ou filho” e a vitima ouve alguém do outro lado da linha chorando e pedindo socorro.

É nesse momento que, aproveitando do estado emocional da vitima, o marginal consegue obter informações, pois quem está recebendo a ligação acaba associando o choro com seu familiar e sem perceber acaba até falando o nome.

Em um relato ao Portal Já é Notícia, uma professora arapiraquense contou sua experiência e momentos de tensão, ocorridos na manhã desta sexta-feira (12). “Eu recebi hoje um telefone de uns camaradas falando que tinham sequestrado minha filha e que iam matar ela caso eu não depositasse mil reais na conta deles. Ele chegou a me dar o número da conta, o nome dele, mas a ligação estava no privado. Colocaram um áudio duas vezes de uma pessoa chorando, se passando por minha filha e pedindo pra depositar ou iam matá-la, seguido de uma série de denúncias”, relatou.

“É muito difícil numa hora dessas não ficar nervosa. Foi terrível. Eles me ameaçaram o tempo todo pra que eu não desligasse o telefone. Fiquei tão desesparada que cheguei a ir na loteria. Lá que consegui falar com minha fillha e tive a certeza que era um golpe, mas é uma situação muito ruim”, completou a professora, que preferiu não se identificar.

A polícia orienta que em caso de receber uma chamada, a primeira coisa é tentar manter a calma e é importante lembrar que nenhum sequestro real exige um tempo tão curto para efetuar o depósito do resgate, portanto pedidos imediatos já levantam suspeitas.

Outro ponto é que geralmente a vítima se entrega sem notar. Ao ouvir a voz do suposto familiar capturado, acabam revelando o nome do mesmo. Então atitudes simples, como perguntar para a voz do outro lado da linha “qual o seu nome?”, “quem está falando?” podem desmascarar o golpe.

Na eventualidade de receber uma ligação dessas, o melhor é desligar e procurar à pessoa supostamente sequestrada. E não deixar de informar a polícia caso possua o número de origem da chamada; um número de conta na qual seria feito o depósito do resgate ou até mesmo o número do chip para o qual seriam colocados créditos. Assim a polícia pode identificar o criminoso. Quem tiver informações pode ligar para o disque denúncia 181. O anonimato é garantido.

 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2018
Agência Lúmen