+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Política

Publicado Sexta-Feira, 12/01/2018 13:12 | Atualizado Sexta-Feira, 12/01/2018 13:13

Por: Assessoria

Maioria dos acidentes com garis ocorre devido ao descarte incorreto do lixo, em Arapiraca

 

Foto por: Divulgação

Os constantes acidentes envolvendo garis têm preocupando a superintendente de Limpeza Pública de Arapiraca, Cátia Oliveira. Segundo ela, é necessário uma maior conscientização por parte da população no sentido de separar o lixo doméstico da forma adequada.

Estatísticas apontam que a maioria dos acidentes envolvendo esses profissionais é provocada por objetos perfurantes e/ou cortantes mal embalados, a exemplo de lâmpadas quebradas, cacos de vidros, pedaços de madeira com pregos, lâminas, entre outros.

De acordo com Cátia Oliveira, além do risco de contaminação, os funcionários da coleta acabam se afastando do trabalho por determinação médica, provocando a sobrecarga para o restante da equipe e, consequentemente, a oneração dos cofres públicos.

“É aconselhável que as população envolva os materiais perfurantes e cortantes em latas ou caixinhas de leite longa vida, garrafas pet ou papelão, uma vez que mesmo com a utilização de luvas, a maioria dos ferimentos ocorre nas mãos, no momento em que o gari recolhe o saco de lixo das portas das residências e estabelecimentos comerciais”, alertou. 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2018
Agência Lúmen