+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Polícia

Publicado Quinta-Feira, 05/10/2017 11:22 | Atualizado Quinta-Feira, 05/10/2017 19:02

Por: Redação

Avó, mãe e neto morrem eletrocutados em Cajueiro, Alagoas

Arame que servia para estender roupa estava em contato com o fio que energiza uma lâmpada; com o tempo, o fio desencapou e energizou o arame 

Foto por: Cortesia

Três pessoas morreram eletrocutadas na Rua Madja Maia, Centro de Cajueiro, Alagoas, na manhã desta quinta-feira (05). De acordo com informações de populares, as vítimas são da mesma família - avó, mãe e neto. Além das vítimas fatais, um bebê de três meses ficou ferido.

O acidente ocorreu quando uma das vítimas, identificada como Sileda Maximiano da Silva, de 51 anos, estava estendendo roupas e encostou em um fio com eletricidade. Ao receber o choque elétrico, os demais familiares, Maria Jordana Maximiano da Silva, 17 anos, Flávio Arthur Henrique da Silva, 3 anos, se aproximaram para tentar ajudá-la. Todos morreram no local. A bebê que sobreviveu foi identificada como Maria Cecília.

“A informação que recebi dos policiais que estão no local é que a mulher ficou agarrada e os outros integrantes da mesma família tentaram socorrê-la. O que apuramos é que a ligação onde a mulher encostou era clandestina”, informou o capitão Anderson, da Polícia Militar.

Bastante abalado, o marido de Jordana disse que a bebê teve queimadura na mão e escoriações, mas que já recebeu alta médica. "Nem consigo pensar nesse momento", lamentou Anderson Dario. O marido de Sileda passou mal no local e foi socorrido por uma equipe médica.

Um inquérito será aberto para investigar o que realmente aconteceu. O chefe de operações da Delegacia de Cajueiro, Edilson Ferreira, afirmou que "o arame que servia para estender roupa estava em contato com o fio que energiza uma lâmpada. Com o tempo, o fio desencapou e energizou o arame. Vai ser aberto um inquérito com as investigações e encaminhar a Justiça".

Militares da 4º Companhia Independente (4º Cia) atenderam a ocorrência e acionaram os Institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML) para os procedimentos necessários. Uma equipe da Eletrobras também foi chamada para desligar a energia elétrica do local.




  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2017
Agência Lúmen