+° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Destaque

Publicado Segunda-Feira, 17/07/2017 20:15 | Atualizado Segunda-Feira, 17/07/2017 20:20

Por: Dicom TJ/AL

Justiça condena homem por dois assaltos seguidos na parte alta de Maceió

Walison Silva possui ainda outros dois processos criminais por prática de crime de homicídio qualificado 

Foto por: Ilustração

A 6ª Vara Criminal da Capital, condenou Walisson da Silva a cinco anos e seis meses de prisão, a ser cumprido em regime inicialmente fechado, por cometer dois crimes de roubo no mesmo dia, com violência verbal e física. A decisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta segunda-feira (17).

De acordo com o magistrado as circunstâncias dos crimes foram graves nos dois casos, uma vez que o réu agiu de maneira violenta, tendo inclusive agredido com soco e arranhões uma das vítimas.

“A maneira reiterada com a qual o denunciado se vê envolvido em crimes é indicativo de que sua liberdade é um perigo à ordem pública instituída. Cumpre registrar que Walison Silva, além de ter fugido após sua prisão em flagrante, possui outros dois processos criminais em virtude da prática do crime de homicídio qualificado, nos termos das ações penais cadastradas sob o nº 0000405-65.2012.8.02.0040 e 000556-49.2012.8.02.0034”, disse o juiz Rodolfo Osório.

Assaltos

Consta nos autos que no dia 22 de fevereiro de 2016, por volta das 4h30, Walisson abordou um casal no Conjunto Cleto Marques Luz. Com a mão no bolso, ele afirmou que estava armado e exigiu que as vítimas lhe entregassem aparelhos celulares, uma mochila e uma bolsa. Após recolher os objetos, o assaltante ainda exigiu dinheiro. Como o casal informou que não tinha mais nada, Walisson os ameaçou de morte e fugiu.

Por volta das 5h40, agora vestindo as roupas que encontrou na mochila da primeira vítima, Walisson abordou uma mulher que abria o portão de casa, no Tabuleiro dos Martins. Novamente afirmando que estava armado, ele tentou empurrar a vítima para dentro de sua casa.

Como houve resistência da vítima, que temia por sua filha de dois anos que estava dormindo dentro de casa, o assaltante a esmurrou no rosto, puxou seus cabelos e lhe arranhou os braços. Quando a mulher percebeu que ele estava desarmado, reagiu, segurando-o pela camisa e gritando por seu marido. Juntos, o casal conseguiu imobilizar o assaltante e acionar a polícia. Mesmo diante das ameaças de morte que Walisson fazia.

A Polícia Militar apreendeu Walisson e o levou para a Central de Flagrantes no bairro do Farol. Lá encontraram com as duas primeiras vítimas, que faziam denúncia do crime que sofreram mais cedo e identificaram o assaltante. Na delegacia o réu assumiu os crimes e afirmou que estava drogado e bêbado, e que queria dinheiro para comprar mais drogas. 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2017
Agência Lúmen