Arapiraca
+19° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Banner governo pro estrada
Política

Publicado Sexta-Feira, 19/05/2017 11:03 | Atualizado Sexta-Feira, 19/05/2017 13:33

Por: Niel Antonio e Lohuama Alves

Proprietários de autoescolas cobram do Detran a não obrigatoriedade do simulador veicular

 

Foto por: Ilustração

Proprietários de autoescolas de Alagoas estão insatisfeitos com a obrigatoriedade do simulador veicular antes de colocar os alunos nas ruas para aprender a dirigir. É que o equipamento custa caro e, por ordem do Departamento de Trânsito de Alagoas, todas as unidades devem oferecer o serviço, mesmo após determinação da Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região com provimento para o cancelamento da obrigatoriedade do novo sistema para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – categoria B.

De acordo com Sindicato dos Centros de Formação de Condutores (SINDCFC-AL), até a presente data, não houve qualquer comunicação formal da decisão judicial ao órgão competente, para que seja realizada qualquer mudança no regular andamento dos serviços dos Centros de Formação de Condutores do Estado em Alagoas e que o Detran não foi notificado da decisão.

Os proprietários de autoescolas, entretanto, afirmam que já houve várias tentativas de notificação sobre a decisão, mas o Detran de Alagoas continua se esquivando para não receber a determinação.

O SINDCFC/AL esclarece ainda que a obrigatoriedade do Simulador de Direção é em substituição a aulas ministradas em via pública e em automóvel convencional, aumentando assim os custos do Centro de Formação, pois terá que custear horas extras dos instrutores, maior utilização dos veículos e assim há uma tendência de aumento e não da diminuição dos custos para obtenção de CNH.

“O SINDCFC/AL esclarece que o Simulador de direção é uma conquista da sociedade, uma vez que é mais uma ferramenta para o aprimoramento do ensino formador de condutor. O condutor bem formado é um ganho para a diminuição dos números de acidentes de trânsito, a substituição das aulas em simulador de direção blinda o usuário da violência urbana e rural, trazendo comodidade e ensino de qualidade”, diz parte da nota do SINDCFC/AL.

A assessoria de comunicação do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL) encaminhou uma nota ao Portal Já é Notícia esclarecendo a situação. "O Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), por meio da Chefia de Controle de Condutores informa que, na manhã desta sexta-feira (19), foi enviada uma Nota Explicativa para todos os Centros de Formação de Condutores (CFC´s) esclarecendo a desobrigação do uso do simulador de direção veicular para a obtenção da CNH ou adição na categoria “B”, no âmbito do Estado de Alagoas".

Segue abaixo a nota na íntegra. Confira:

NOTA EXPLICATIVA
Em atenção à decisão exarada nos autos do Agravo de Instrumento nº 0807453-75.2016.4.05.0000, o qual tramita no Tribunal Regional Federal – 5ª Região, vimos pelo presente para informar que está desobrigado o uso do Simulador de Direção Veicular como requisito para a obtenção da CNH ou adição na categoria “B”, no âmbito do Estado de Alagoas.

Assim, diante de tal decisão judicial, os CFCs terão a opção de continuar ou não com o uso do referido equipamento, pelo menos até o julgamento do mérito pelo juízo competente ou ulterior decisão.

Vale ressaltar que a carga horária do Curso de Prática de Direção Veicular – Cat. “B” - 1ª CNH que, até o presente momento, era de 05 (cinco) horas/aula no Simulador de Direção Veicular e 20 (vinte) horas/aula no veículo (externo), passará a ser de 25 (vinte e cinco) horas/aula integralmente no veículo (externo), sendo 05 (cinco) horas/aula noturnas (20% da carga horária total), para aqueles que optarem por não fazer uso do equipamento de simulação.

Quanto ao Curso de Prática de Direção Veicular – Adição de Cat. “B” que, até o presente momento, era de 05 (cinco) horas/aula no Simulador de Direção Veicular e 15 (quinze) horas/aula no veículo (externo), passará a ser de 20 (vinte) horas/aula integralmente no veículo (externo), sendo 04 (cinco) horas/aula noturnas (20% da carga horária total), para aqueles que optarem por não fazer uso do equipamento de simulação.


O equipamento

O simulador veicular apresenta um cenário como de vídeo game, onde os condutores em formação encontram as mesmas funcionalidades de um veículo, como volante, marcha, pedais, cinto de segurança, além de setas, dentre outros. Os aprendizes são colocados em situações semelhantes às que ocorrem nas ruas, como dirigir na chuva ou durante a noite, para depois terem contato com um automóvel. O equipamento é destinado apenas para os candidatos que estão em formação para habilitação da categoria B por diante. 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
©Todos os direitos reservados - 2017
Agência Lúmen