Arapiraca
+22° c
Banner Whats App - Já é Notícia
Polícia

Publicado Quarta-Feira, 11/01/2017 14:31 | Atualizado Quarta-Feira, 11/01/2017 14:35

Por: Redação com Gazetaweb

Acusado de estuprar e engravidar enteada de 10 anos é encontrado morto, em AL

 

Foto por: Divulgação

O motorista Cláudio Reis Trindade, de 40 anos, conhecido como “Cali”, foi encontrado morto por enforcamento no fim da manhã desta quarta-feira (11) na casa de familiares na Fazenda Lagoa Vermelha, zona rural de São Luís do Quitunde.

Ele era acusado de estuprar e engravidar a enteada de 10 anos de idade, em Matriz de Camaragibe. Seu paradeiro era desconhecido desde que fugiu, na segunda-feira (9), da recepção da 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil (8ª DRPC), neste município.

O inquérito sobre a morte de Cali será conduzido pelo delegado de São Luís do Quitunde, Gustavo Pires de Carvalho. As polícias Civil e Militar acreditam em suicídio, mas a possibilidade de homicídio não foi descartada. O Instituto de Criminalística (IC) foi acionado e se desloca à fazenda onde o corpo foi encontrado.

O delegado regional, Valdir Silva de Carvalho, que apura o crime de estupro de vulnerável, se preparava para pedir a prisão preventiva do acusado, quando recebeu a notícia da morte dele. Cali escapou da recepção da 8ª DRPC, quando prestaria depoimento acerca do caso de estupro, na segunda-feira (9).

Por volta das 18 horas, ele foi convocado a prestar depoimento e conduzido pelos agentes até a delegacia. Enquanto aguardava na recepção, fingiu que cumprimentaria uma senhora na porta de entrada da 8ª DRPC e escapou em direção ao Rio Camaragibe, que passa por trás do imóvel.

Os policiais tentaram contê-lo e chegaram a efetuar disparos de arma de fogo para o alto, em sinal de advertência, mas o acusado escapou. Valdir Silva de Carvalho informou que a vítima e a mãe dela prestaram depoimento e confirmaram as acusações de estupro.

A criança ratificou que sofrera os abusos praticados pelo padrasto. A mãe descobriu que ela estava grávida (de 4 a 7 meses de gestação) ao levá-la ao médico para realizar exames. Ela encaminhou o caso ao Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente de Matriz, que acionou a Polícia Civil. Cali trabalhava como motorista de ambulância para a Secretaria Municipal de Saúde de Matriz de Camaragibe. 
  DEIXE SEU COMENTÁRIO

“Os comentários abaixo não expressam a opinião do Portal Já é Notícia, que não se responsabiliza pela declaração do leitor.”

Últimas Notícias
Produtos coringa carnaval
©Todos os direitos reservados - 2017
Agência Lúmen